domingo

Existe um tempo certo para tudo

Publicado a 07-07-2008
"Ontem é história, amanhã é mistério, mas hoje é um dom. Por isso é que se chama presente"
Retirado do filme Kung Fu Panda, de 2008, com vozes de Jack Black, Dustin Hoffman e Angelina Jolie http://www.imdb.com/title/tt0441773/
Tudo é possível. Todas as perspectivas. Todos os pontos de vistas. Todas as hipóteses. Vindas de quem vier. Na altura que parecer mais certa. As vidas dos inquilinos do Edifício Magnólia tendem a confundir-se, a misturar-se, a envolverem-se. Aquilo que ontem era apenas o desconhecido, hoje é algo plausível de se cometer. Amanhã será mais do que uma fantasia. Nada do que acontece neste empreendimento é mera obra do acaso. Nem tão pouco se constata quebras fantasiosas, que se distanciem daquilo que é plenamente vivido por entre estas paredes. Por isso, mantenha-se atento ao que surge neste lugar. Uma porta entreaberta, uma corrente de ar suspeita, um ruído leve mas indiciador de novidades, um cruzamento entre inquilinos. O presente destes moradores oferece mais coisas para contar do que aquelas que já foram reveladas. O presente destas personagens oferece mais do que uma mera história. Oferece mistério, fantasias, excitação, ansiedade e revelação. E tudo isto é para si.
Ainda há comentários com alma no Edifício Magnólia. Ainda existem palavras fortes, elogios que perduram, criticas que servem para reflectir. Ainda há margem para poder haver mais comentários, mais ideias, mais novel leitores, mais vizinhos que possam reforçar a convicção de que revelar o que se passa neste lugar vale mesmo a pena. Ainda assim, há sempre lugar para entregar mais uma Menção Magnolium.
É uma atribuição adiada. Semana após semana, desde que existem os Magnolium, ela apresentou-se sempre como uma forte candidata à menção, que para os moradores é fundamental, vital, intensamente necessária ao respeito que eles têm pelos seus vizinhos cuscos. A mencionada desta semana não perde uma revelação e comenta sempre com uma alma genuína. Não é um comentário banal, não são palavras soltas ao acaso. Concisa, terna e atenciosa aos moradores do Edifício, ela faz questão de demonstrar apreço constante por quem gosta de lhe trazer novidades. No primeiro andar estimam-na. No segundo andar, anseiam pelos comentários dela. No terceiro andar, rejubilam com as palavras apresentadas a respeito deles. Assim - e porque não poderia passar mais uma semana sem uma menção - a gestão do condomínio do Edifício Magnólia, juntamente com o Narrador do blogue, tem o maior prazer em entregar o Magnolium desta semana a alguém que apesar de ter mudado de nome recentemente, mantém-se fiel à alma deste espaço. Pelas palavras, pela manutenção nestas paredes, agradecemos-te Lize, pelos teus comentários.
E já que é nesta vizinha autêntica que falamos, aproveitamos para referir a qualidade dos espaços que ela detém. Mesmo do outro lado do oceano, Lize mantém um espírito crítico ao que a rodeia e não se abstém de dizer aquilo que a sua alma pensa. De uma forma tranquila, divertida e próxima. Mesmo para quem nunca se dirigiu ao Novo Mundo. Ao mesmo tempo, a sua forma objectiva do ser parece induzir os inquilinos deste Edifício para imagens que transportam imediatamente para uma ideia surreal, uma fantasia, um pensamento que pertencerá apenas àqueles que colocaram os olhos nas sugestões gráficas que a Lize partilha. Deste lado do oceano, os imensos parabéns pelos espaços que colocaste ao dispor dos inquilinos e - esperemos - de um cada vez maior número de cibernautas.
Apenas para concluir a conversa sobre a Menção Magnolium, queremos apenas deixar um pedido especial à Lize e até mesmo à Lua Feiticeira. Os moradores vão constatando que os sucessivos mencionados do prémio do Edifício tendem a deixar de comentar após a atribuição do Magnolium. Parece uma espécie de enguiço. Assemelha-se a um quase bruxedo. Mas tem sido constante. Assim que o prémio é entregue, o mencionado recebe e depois como que desaparece. Talvez seja coincidência, possivelmente é uma infeliz conjugação de factores, mas é impossível deixar de reparar. Ou o prémio tem algum feitiço ou talvez seja um sinal de aurora. A Lua Feiticeira mantém-se por cá e até temos uma explicação para isso. Esperemos que essa explicação se mantenha para a Lize. Isto é, claro, se ela estiver disposta a receber a Menção e colocá-la num lugar à sua escolha no seu espaço. Em todo o caso, o Edifício pertence pacificamente a todos os vizinhos.
A Lua Feiticeira "obrigou" a um prolongamento da última reunião de condomínio do Edifício Magnólia. Isto porque ela entregou um desafio na caixa de correio para ser feito pelo narrador ou pelos moradores. Por uma maioria razoável, decidiu-se que quem responderia ao desafio seriam os inquilinos. Por minoria, o narrador não teve direito de resposta. De qualquer forma, o mesmo faz questão de revelar as respostas dadas na reunião magna, como é sua função primordial. Assim, e à pergunta sobre as coisas que nunca foram feitas pelos desafios, aqui fica a melhor resposta possível, com uma pequena alteração ao molde do desafio. O(s) inquilino(s) do (...) ainda nunca:
Helena e Rodrigo ( 1º esquerdo )
- Trocaram de parceiros mutuamente;
- Passaram um dia sem confessarem um "amo-te" ao cônjuge;
- Fizeram um filme porno caseiro;
Maria José ( 1º direito )
- Partilhou uma cama com uma mulher;
- Se masturbou diante do parceiro;
Lúcia ( 2º esquerdo )
- Se apaixonou loucamente por um homem;
- Recebeu um objecto erótico no seu aniversário;
- Simulou um orgasmo com uma parceira;
Laura e Afonso ( 2º direito )
- Tiveram relações sexuais num local sagrado;
- Se cansaram de encontrar o lugar perfeito para a foda perfeita;
- Vender um filme porno caseiro;
Rafael ( 3º esquerdo )
- Aceitou um convite sexual gay;
- Cantou uma música dedicada a uma pessoa que amasse num karaoke;
- Comeu uma mulher exótica;
- Recebeu dinheiro por sexo, mesmo com oferta irrecusável;
Ana ( 3º direito )
- Teve relações sado-masoquistas;
- Aceitou um pedido de casamento;
- Chorou por uma traição;
- Confessou ao parceiro ter fingido um orgasmo;
Naturalmente, é necessário fazer uma nota. Motivado pelo atraso considerável com que chegou à reunião de condomínio, Tania apenas forneceu uma vaga resposta ao desafio, indicando que ainda nunca se tinha sentido tão perdida.
Este desafio baseou-se então numa proposta feita aos moradores do Edifício Magnólia sobre algo ousado que já lhes tenha passado pelo menos uma vez pela cabeça e que nunca tenha sido concretizado. Algo que achem relevante confessar e que de uma forma ou de outra possa trazer um novo elemento ao perfil que os vizinhos que cusquem o Edifício possam ter deles.
Na semana que se avizinha, o tempo é preponderante para o desenrolar dos acontecimentos. Há um momento especifico em que acções, decisões e pensamentos influenciam aquilo que vivemos ou aquilo que ainda temos para experienciar. Não perca os segundos que contam, o minuto vital, o instante crucial, o momento relevante que mudará a forma como vê o Edifício.

9 comentários:

luafeiticeira disse...

Em 1º lugar, dou os parabéns à feliz contemplada, em 2º, acho que há aí alguma injustiça, pois parece-me que deixei um comentário em todos os post, houve alguns em que demorei algum tempo a fazê-lo, mas fi-lo, em 3º continuo a agradecer a referência feita ao meu blog e, mais ainda a resposta dada ao desafio. Quero acrescentar que Mª José nunca partilhou uma cama com uma mulher, mas o chão, sim. Isto é para verem que estou atenta:_)
beijos

Lize disse...

Bem... Eu desta vez nem sei por onde começar... mas obrigada talvez seja uma boa ideia :P
Não vou dizer como todos os nomeados aos óscares e dizer que não estava à espera... porque estava :P Nunca pensei que fosse antes ou depois, mas esperava um dia destes ser a contemplada por "comentários com alma". Com alma ou não, o facto de o Magnolium existir não é a razão para as minhas cusquices regulares. Se o prémio não existisse, eu comentaria na mesma. Mas também não vou esconder que gosto de agradar aos moradores e à narradora. Que gosto de mostrar as minhas opiniões (e mais raramente críticas) e de ser "concisa, terna e atenciosa". Gosto de ler e às vezes não comento logo a seguir, espero para reflectir no post, algumas vezes re-leio tudo e então depois comento. Mais uma vez obrigada pelas tuas palavras Magnólia, e estou sensibilizada por aquilo que os moradores pensam de mim.
Em relação ao teu pedido, deixar de comentar seria algo quase anormal. Estou tão habituada a vir visitar o Edifício, a ouvir as opiniões dos vizinhos, a cuscar a vida dos moradores, a relaxar na piscina e no jacuzzi e até a lanchar no Espaço que iria sentir enormemente a falta de todo este espírito. Porque apesar de só uma das personagens ser real (e como já deves ter reparado, sou muito curiosa em relação a isso), todas me parecem reais, excitantes, e muitas vezes fico desiludida ou feliz ou ansiosa pelo que se passa na vida destas personagens tal como se um amigo me estivesse a contar o que se passa na vida deles. Não é apenas uma relação de vizinhança. Para mim, é quase uma amizade virtual, mas bem real.
No entanto posso já avisar que durante bastante tempo e infelizmente, não vou poder comentar, mas por boas razões. Pelo menos para mim. Vou atravessar o oceano e passar um mês em Portugal. Penso que pelo menos uma vez por semana vou conseguir ter acesso à internet e comentar o que se passa na vida dos meus “amigos”. Mas prometo que quando voltar recompenso todos os moradores e comento no minuto a seguir a um post ser publicado :P
Só me falta falar sobre o desafio. Gostei bastante, conhecemos coisas que os moradores nunca fizeram, limites que ainda não ultrapassaram.
Hoje já é bastante tarde mas amanhã tratarei de cuscar um pouco nos meus espaços sobre este magnífico Edifício, entre outras coisas que tais.
Beijocas aos leitores, moradores, e especialmente, à Narradora.

Papinha disse...

Muitos parabéns à contemplada, é sempre um prazer ler os seus comentários. Trazem sempre algo de novo ao edifício!
Não sei se o (a) narrador ( a), se referia a mim quando diz que se deixa de comentar após a atribuição do Magnolium... Apenas não comentei estes últimos dois posts...e houve um ou dois comentários meus noutros post...que nunca tiveram feedback...dos moradores.
Às vezes quando se começam a criar respostas tão elaboradas...é difícil manter o mesmo nível...e comentar acaba por não ter o mesmo valor..se não mantiver a mesma linha... por isso a minha pausa nestes últimos dois posts.... Estou adormecida... Mas estou aqui. Continua a ser a primeira coisa que faço todas as manhãs!!!

Muitos Parabéns LIZE!!!

Magnolia disse...

LUA FEITICEIRA, antes de mais é de salientar que fazes sempre questão de dar os parabéns ao contemplado. :)
Depois, convém só esclarecer algo que deve ter sido mal interpretado. Quando foi referido que os mencionados tinham desaparecido após a atribuição, referia-me a todos os outros, menos a Lua e espero, a Lize. Tanto que referi que o facto de não teres desaparecido se deve ironicamente a uma explicação. O facto de teres um blog e colocares a menção. Até por isso fiz questão de te salientar. Porque comentas com uma regularidade que não tem comparação. Sendo uma das pioneiras, comentas sempre com entusiasmo e dedicação. E sei que não é fácil de o fazer. Não precisas de o fazer todos os dias, obviamente. Mais uma vez, agradeço as tuas visitas, os teus comentários, a forma como também dás vida ao Edifício. E como costumo dizer, só contam os que cá estão :) Em relação à resposta da Maria José, parece-me que foi uma resposta inteligente. Ela nunca disse que ainda nunca se envolveu com uma mulher. Referiu tão somente o facto de ainda nunca ter partilhado uma cama com uma mulher. Mas sim, efectivamente, estás sempre muito atenta.
beijinhos
LIZE, antes de mais quero salientar que foi corrigido um pormenor no post. Fiz menção aos teus blogs mas esqueci-me de colocar os links. Correcção feita.
Gosto da frontalidade com que encaras as coisas. Afinal, não é qualquer um ou uma que admite que estava à espera de receber um prémio. Há que ser sincero e se fazes comentários com alma e se sentes que o fazes, só terias que esperar, mais cedo ou mais tarde, essa menção. :)
Acredito também que mesmo que não houvesse prémios, comentarias da mesma forma. Sei disso e é perceptivel na forma como sentes o que é revelado. Espero apenas que mesmo com as férias, mesmo com a ausência temporária, a mesma não se transforme também no enguiço e que desapareças do mapa :)
Enquanto aqui estás fazes falta à vida deste Edificio. E mesmo vindo a Portugal, quem sabe se não encontras este Edifício. O Espaço Magnolia é agradável e melhor que qualquer praia no Algarve, o jacuzzi é imperativamente refrescante. :)
Mais uma vez, agradeço a ti o facto de fazeres parte do Edificio. Afinal, o intuito do Magnolium é esse. Agradecer a quem nos visita.
beijinhos e boa viagem.

Magnolia disse...

PAPINHA!!!!!!
Afinal,o enguiço não é assim tão forte. Umas das nossas mais conceituadas visitantes está de volta. Eu sei que não despareceste assim durante tanto tempo. E na verdade era esperado que comentasses brevemente. Mas de qualquer forma, aquilo que é dito no post não se trata de nenhum ataque ou alguma mensagem de mal dizer. Apenas uma referência à coincidência que tem ocorrido. Na verdade, estranhva o facto de não ter noticias tuas. Agora, é verdade que concordo contigo. Não é facil manter o nivel de comentários a que nos habituaste. E habituaste mal :) Ainda assim, sei que as tuas palavras, por menos que sejam, tem sempre valor.
Mantém-te por aqui! Vem de manhã ou na altura que te for mais conveniente. Os moradores já sentiam saudades tuas. Mais uma vez, estamos mal habituados.
beijinhos

Lize disse...

Mais uma vez, obrigada a todos os que me deram os parabéns :D Sinto-me importante :P
Só para dizer que tenho um post na Objectiva do Ser sobre o edifício. Vão ser precisos uns 10 minutos para ler aquilo tudo, mas pronto, espero que gostem os vizinhos, os moradores e a Narradora.
Beijocas

Magnolia disse...

LIZE, foram 10 minutos muito bem gastos. Os moradores adoraram, sentiram-se encaixados na tua genuína forma de ver o Edifício. Palavras como as tuas, sinceras, ponderadas e deliciosas, sabem bem ouvir quando são dirigidas aos moradores.
Torna-se dificil encontrar uma forma de agradecer uma cusquice desse tamanho e dessa qualidade. A melhor forma e como já uma vez foi salientado, é colocar um atalho nas Cusquices à porta do prédio. Porque isso tem que ser lido. Por todas as pessoas que visitam o Edifício. Na barra lateral, está então o link que aconselho vivamente a quem estima os moradores.
beijinhos e mais uma vez, agradeço-te tamanha consideração.

Moon_T disse...

humm... gostei deste predio, talvez seja da decoraçao ou mesmo da faxada, n sei. fica a certeza que ca voltarei para ver melhor :)



obrigado

Magnolia disse...

MOON T, salutar a tua entrada. Bem vinda a tua presença. Fica por cá. A decoração parece manter-se e o que está por detrás da fachada prentede ser ainda mais excitante.
Volta sempre :)